O ACORDO DE PLAZA E A DINÂMICA DAS ECONOMIAS ASIÁTICAS ENTRE 1980-1990: UMA COMPARAÇÃO COM A AMÉRICA LATINA PELA PERSPECTIVA JAPONESA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54805/RCE.2527-1180.v7.n1.134
Abstract views: 155 / PDF downloads: 54

Palavras-chave:

Acordo de Plaza, Ásia, América Latina

Resumo

O Acordo do Plaza aconteceu em Nova Iorque em setembro de 1985 e contou com a participação do G-5, as 5 maiores economias industrializadas do mundo que concordaram em depreciar o dólar americano. Desde o início dos anos 80, o Federal Reserve optou por política monetária restrita, ao mesmo tempo que investia em uma política fiscal expansionista no governo Reagan entre 1981-1984. Essas medidas resultaram em uma alta valorização do dólar, pressionando a indústria manufatureira americana. Com isso, o Japão foi pressionado a valorizar o iene frente ao dólar. Nessa pesquisa, o objetivo é analisar o desenvolvimento econômico proporcionado pela estratégia do Japão após o Acordo de Plaza em 1985 e como tornou as economias do Leste da Ásia mais dinâmicas que as da América Latina no contexto internacional a partir de 1985. É a partir desse acordo que o Japão passa a ser um protagonista na expansão econômica da região, responsável, por exemplo, por mudanças estruturais de deslocamento de capital e produção pelo Leste e Sudoeste da Ásia. Por meio de análises históricas e desenvolvimentistas, será possível identificar as características decorrentes do acordo que possibilitaram à Ásia sua participação expressiva na economia mundial e entender motivos regionais, macroeconômicos e políticos para que economias latino-americanas não tenham percorrido o mesmo caminho. O Acordo de Plaza, 38 anos depois, ainda contribui na compreensão das economias da América Latina, que a partir de 1985, foram desenvolvendo uma trajetória diferenciada, composta por economias majoritariamente primário exportadoras, com infraestrutura deficitária tecnologicamente e vulneráveis às necessidades da demanda mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARRIGHI, G. O Longo Século XX: Dinheiro, poder e as origens de nosso tempo. Tradução de Vera Ribeiro. 1 ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996. 408 p.

______. A ascensão do Leste Asiático e a desarticulação do sistema político mundial. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo, 1996. v. 1. 132-150 p.

______. A Ilusão do Desenvolvimento. Tradução de Sandra Vasconcelos. 6 ed. Petrópolis: Vozes, 1998. p. 53-134.

______. Adam Smith in Beijing: Lineages of the Twenty-First Century. 1 ed. Londres: Verso, 2007. 418 p.

ARRIGHI, G.; IKEDA, S.; IRWAN, A. A Ascensão do Leste Asiático: um milagre ou muitos? In: ARRIGHI, Giovanni. A Ilusão do Desenvolvimento. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 1998. p. 53-92.

AYERBE, L. F. Estados Unidos e América Latina: a construção da hegemonia. São Paulo: UNESP 2002. 299 p.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Brasil e Coreia do Sul: duas histórias sobre produtividade, Brasília, [S.I.], n. 12, p. 1-5, out. 2019.

ESAKA, Taro. Was it really a dollar peg? The exchange rate policies of East Asian countries, 1980-1997. Journal of Asian Economics, Kobe, v. 13, n. 6, p. 787-809, jan. 2003.

FIORI, J.L. Globalização, hegemonia e império. In: TAVARES, M. C., FIORI, J. L. (Org.). Poder e dinheiro: uma economia política da globalização. Petrópolis: Vozes, p. 87- 146.

FIORI, J. L., et al. Estados e moedas no desenvolvimento das nações. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1999. 489 p.

FIORI, J. L.; MEDEIROS, C. Polarização Mundial e Crescimento. Petrópolis: Vozes, 2001. 344 p.

FIORI, J. L.; MEDEIROS, C.; SERRANO, F. O Mito do Colapso do Poder Americano. Rio de Janeiro: Record, 2008. 280 p.

FRANKEL, J. The Plaza Accord, 30 Years Later. NBER Working Paper Series, Cambridge, v. 1, n. 21813, p. 1- 23, dez. 2015. Disponível em: https://www.nber.org/system/files/working_papers/w21813/w21813.pdf. Acesso em 12 mai. 2022.

FRENKEL, R.; RAPETTI, M. Exchange Rate Regimes in The Major Latin American Countries since the 1950s: lessons from history. Revista de História Econômica, Journal of lberian and Latin American Economic History, Buenos Aires, v. 30, n. 1, p. 157-188, 11 jan. 2012. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3066146/mod_resource/content/1/Macro_II___Frenkel_Rapetti___Reg_menes_de_Tipos_de_Cambio.pdf. Acesso em: 15 ago. 2022.

GYOHTEN, T. Bringing down super dollar. In: VOLCKER, P.; GYOHTEN, T. Changing fortunes: The World’s Money and The Threat to American Leadership. Nova Iorque: Times Books, 1992, p. 248-258.

GYOHTEN, T. Managing the Latin America Debt Crisis. In: VOLCKER, P.; GYOHTEN, T. Changing fortunes: The World’s Money and The Threat to American Leadership. Nova Iorque: Times Books, 1992, p. 187-227.

KANAME, A. A historical pattern of economic growth in developing countries. The Developing Economies, Tóquio, v. 1, p. 3-25, 1962. Disponível em: https://www.ide.go.jp/library/English/Publish/Periodicals/De/pdf/62_01_02.pdf. Acesso em: 10 jun. 2022.

KINDLEBERGER, C. P.; ALIBER, R. Z. Manias, Panics, and Crashes: A History of Financial Crises. 5. ed. New Jersey: John Wiley & Sons, Inc., 2005. 355 p.

MEDEIROS, C. A. Industrialização, Desenvolvimento E Emparelhamento Tecnológico No Leste Asiático: os casos de Japão, Taiwan, Coreia do Sul e China. 1. ed. Rio de Janeiro: INCT/ PPED; CNPq; FAPERJ; CAPES; Idea D, 2021. 596 p.

MEDEIROS, C. A. Globalização e a inserção internacional diferenciada da Ásia e da América Latina. In: TAVARES, M. C., FIORI, J. L. (Org.). Poder e dinheiro: uma economia política da globalização. Petrópolis: Vozes, 1997. p. 279-346.

MIHUT, M. Y. Emerging Markets Queries in Finance and Business: Plazza Acord and the “explosion” of the Japanese FDI. Procedia Economics and Finance, Cluj-Napoca, v. 15, p. 721-729, 1 jan. 2014. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2212567114005462. Acesso em: 15 ago. 2022.

MINÃMBRES GARCÍA, I. J. Japanese Capital Internationalization and its Regional Leadership in Southweast Asia. Revista de Economia Mundial, Madri, n. 42, 2016, p. 109-127.

NASCENTES, Débora Lemos. Guerras Comerciais Como Instrumento De Manutenção Da Hegemonia Norte-Americana: uma análise dos contenciosos nipo e sino-americanos. Monografia (Graduação em Relações Internacionais), Instituto de Economia e Relações Internacionais, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2021, 93 p.

OZAWA, T. Multinacionalism, Japanese Style; The Political Economy of Outward Dependancy. Princeton, NJ: Princeton University Press, 1979 316 p.

PALMAS, J. G.; PINCUS J. América Latina y el Sudeste Asiático. Dos modelos de desarrollo, pero la misma “trampa del ingreso medio”: rentas fáciles crean élites indolentes. El Trimestre Económico, Cidade do México, v. 89, n. 354, p. 613-681, abr. 2022. Disponível em: https://www.eltrimestreeconomico.com.mx/index.php/te/article/view/1509. Acesso em: 15 out. 2022.

SACHS, D. J.; WILLIAMSON, J. External Debt and Macroeconomic Performance in Latin America and East Asia. Brookings Papers on Economic Activity, Washington, v. 1985, n. 2, p. 523-573, jan. 1985. Disponível em: https://www.earth.columbia.edu/sitefiles/file/about/director/pubs/BPEA1985_2.pdf. Acesso em 15 jun. 2022.

TAKASHI, M.; TAKAFUSA, N. Politics and Power in 20th-Century Japan: The Reminiscences of Miyazawa Kiichi. Londres: Bloomsbury Publishing, 2 ed, 2015, 240 p.

TAVARES, M. C. Folha de S. Paulo: O desafio japonês. São Paulo, 15 dez. 1996. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1996/12/15/dinheiro/16.html. Acesso em: 10 out. 2022.

TAVARES, M. C.; MELIN, L. E. Pós-escrito 1997: A reafirmação da hegemonia norte-americana. In: TAVARES, M. C., FIORI, J. L. (Org.). Poder e dinheiro: uma economia política da globalização. Petrópolis: Vozes, 1997. p. 55-86.

THE WORLD BANK. Perspectivas Econômicas Globais. Disponível em <https://www.worldbank.org/pt/publication/global-economic-prospects#:~:text=A%20proje%C3%A7%C3%A3o%20%C3%A9%20de%20que,a%20controlar%20a%20infla%C3%A7%C3%A3o%20alta>. Acesso em 10 abr. 2023.

TORRES FILHO, E. T. Japão: da industrialização tardia à globalização financeira. In: FIORI, José Luis (org.). Estados e moedas no desenvolvimento das nações. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1999, p. 223-249.

UNITED STATES CENSUS BUREAU. Disponível em <https://www.census.gov/foreign-trade/balance/c5880.html>. Acesso em 09 set. 2022.

VOLCKER, P.; GYOHTEN, T. Changing Fortunes: The World’s Money and The Threat To American Leadership. 1 ed. Nova Iorque: Times Books, 1992, 394 p.

WU, W.; The Creation and Evolution of China’s special economic zone policy. Nova Economia, Belo Horizonte, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 45-64. 1996. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2262/1202. Acesso em 15 out. 2022.

XINHUA PORTUGUÊS. China não aceitará novo acordo de Plaza, diz embaixador. [S.I.], Xinhua, Washington, [s.n.], n.p., 31 ago. 2018. Disponível em: https://portuguese.xinhuanet.com. Acesso em 22 jan. 2023.

Downloads

Publicado

2024-02-24

Como Citar

Soares, M. V. (2024). O ACORDO DE PLAZA E A DINÂMICA DAS ECONOMIAS ASIÁTICAS ENTRE 1980-1990: UMA COMPARAÇÃO COM A AMÉRICA LATINA PELA PERSPECTIVA JAPONESA. Revista Catarinense De Economia, 7(1), 60–72. https://doi.org/10.54805/RCE.2527-1180.v7.n1.134

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.